Figo Roxo - Muda Já Produz

  • entrega-abc.jpg
Por: R$ 35,00 ou em 3x de R$ 11,67 iguais

Descrição

Nomes Populares: Figo, Figo Roxo de Valinhos ou Figo Roxo.

Nome científico: Fícus Carica L.

 

Tempo para produzir: até 1 ano

Tamanho da Muda: mínimo 90 centímetros

Tipo de cultivo: Solo ou vaso.

Clima apropriado: Prefere climas amenos, porém com regas constantes e podas corretas é possível produzir em todo Brasil.

 

Curiosidades: São formadas na primavera e amadurecem no verão, sendo a parte comestível, o figo, uma infrutescência e não um fruto. Infrutescências são um conjunto de frutos pequenos originados de muitas flores separadamente, enquanto frutos compostos são originados de uma única flor, cujo ovário é formado por diversos carpelos livres ou ligeiramente aderidos entre si.

 

Observações sobre as mudas: 

Esta é uma planta caducifólia ou decídua, ou seja, que derruba todas as suas folhas em um determinado período todo ano. Sendo assim, dependendo da época do ano que comprar sua muda, ela chegará sem as folhas. 

Normalmente com plantas européias (maçãs, ameixas, pêras, uvas, etc.) o período sem folhas ocorre em média do final de janeiro até o final de agosto.

 

Descrição geral:

Cultivar de origem italiana, introduzido no Brasil no ano de 1910, bastante rústica, com bom vigor e boa produtividade. Seus frutos tem tamanho entre 60 e 90g. A planta é propagada através de estacas e crescem em figueiras, que são árvores robustas, podendo alcançar os 10 metros de altura. As raízes são muito fortes e o desenvolvimento das suas pequenas flores é o que dará lugar ao que conhecemos como figo. As folhas são de cor verde claro, com pêlos rígidos e fortes na página inferior. O tronco é grosso e retorcido. Os ramos da árvore não têm flores, já que estas se desenvolvem no interior do fruto e são pequeníssimas.

 

 Usos culinários:

Pode ser consumido in natura, utilizado na fabricação de purê, que serve de recheio de diversos produtos de pastelaria, ou mesmo para a obtenção de um tipo de vinho. Dos produtos derivados do figo, o mais importante é o figo seco obtido mediante a desidratação do fruto fresco. A conserva de figos é outra das grandes utilizações dos figos. Elabora-se com figos outonais de tamanho reduzido, muito doces, aos quais se adiciona açucar e um licor, como rum, conhaque ou xerez.

Os figos depois de tostados e moído originam um pó que se pode utilizar como sucedâneo do café.

Os figos confeitados podem apresentar-se em caixas de lata. Para o fabrico de figos em álcool são necessários figos pequenos de cor escura, consistentes e que não estejam totalmente maduros.

Avaliações

Avaliar Login

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Clique nas estrelas para avaliar